Articles worth reading
Sismo que DESTRUÍU Lisboa em 1755 pode repetir-se brevemente

Sismo que DESTRUÍU Lisboa em 1755 pode repetir-se brevemente

access_time 7 meses ago

O terramoto de 1755 aconteceu faz hoje 261 anos e foi superior ao grande sismo do Japão de 2011, com

Vidente afirma que tragédia matará centenas de pessoas Em 2017. Será verdade?

Vidente afirma que tragédia matará centenas de pessoas Em 2017. Será verdade?

access_time 3 meses ago

Vidente Carlinhos é um dos paranormais mais conhecidos do planeta. O nome dele ficou conhecido em todo o Globo ainda

Todos os Portugueses vão concordar com isto… VERGONHOSO!

Todos os Portugueses vão concordar com isto… VERGONHOSO!

access_time 8 meses ago

“Uma adolescente de 16 anos pode fazer livremente um aborto mas não pode pôr um piercing. – Um jovem de

Tugalandia – Artigo

Anedota – Homem vai atrás do buraco da mulher

Anedota – Homem vai atrás do buraco da mulher

access_time 7 meses ago chat_bubble_outline 0 comments

Um homem estava a jogar golf, quando de repente se sentiu perdido, adiante vê uma bela e elegante mulher a jogar, vai ao seu encontro e pergunta:

-Bom dia! Não sei qual o buraco em que estou, poderia ajudar-me?

– O senhor está um buraco atrás do meu. Eu estou no 7 e o senhor está no 6.

O homem agradeceu e continuou o seu jogo. Algumas horas depois, sentiu-se novamente perdido.

Viu a mesma mulher e perguntou já envergonhado.

– Desculpe incomodá-la, perdi- me novamente.

Pode-me dizer em que buraco estou agora?

– O senhor está um buraco atrás de mim, eu estou no 14 e o senhor está no 13.

Novamente agradeceu à mulher a gentileza e continuou o seu jogo.

Quando acabou o jogo, encontrou a mulher no bar do clube.

Foi na sua direcção e perguntou se poderia convidá-la a tomar algo em agradecimento por o ter ajudado.

Ela aceitou e começaram a conversar animadamente, quando perguntou o que ela fazia para viver.

-Trabalho em vendas.

-É mesmo? eu também! E o que vende? Perguntou o homem.

-Ela um pouco envergonhada, e depois de alguma insistência, dispôs-se a dizer-lhe, se ele prometesse não se rir.

Ele prometeu não fazê-lo…

– Vendo tampões higiénicos.

Ele imediatamente soltou uma gargalhada que chamou a atenção de todos os presentes;

Ela, um pouco zangada, disse:

– Você prometeu não rir!

– Desculpe, não consegui evitar, continuo um buraco atrás do seu, é que eu vendo papel higiénico… !


Também vais adorar!

loading...
shareShare this post
content_copyCategorized under